[PGB 10 ANOS] – Quais os principais interesses dos gamers brasileiros

Saiba mais sobre metaverso, investimentos, acessibilidade e outros temas
03/05/2023
POR
Carlos Silva
COMPARTILHE:

O que você vai ver neste artigo:

Na Pesquisa Game Brasil, temos como objetivo mapear interesses e comportamentos que em alguns momentos estão relacionados diretamente ou indiretamente com o consumo dos jogadores de jogos digitais.

Tivemos por exemplo nos últimos anos a pandemia de COVID-19, que trouxe um impacto para toda a sociedade e consequentemente o público de games. Foi nesse período que o painel de interesses gerais mapeou o comportamento e analisamos os impactos daquele momento, e com isso todos os anos agregamos novos estudos como comportamento financeiro, metaverso, acessibilidade e diversos outros temas relevantes.

Na 10ª edição da Pesquisa Game Brasil, destacamos novos painéis e com isso, ano após ano temos uma maior compreensão sobre as oportunidades sobre os gamers brasileiros.

Metaverso nos games

Nos últimos anos o metaverso ganhou muito espaço nas discussões sobre como as pessoas irão interagir em ambientes digitais e o universo de games surgiu como um desses pilares de conexão, já que são ambientes com características de metaverso.

O termo em si é popular entre os jogadores e alguns dados relacionados com aquisição de itens digitais, consumo de conteúdos ou eventos de experiência são alguns dos tópicos mais populares para os gamers. Quando analisamos esses dados com o público que se considera gamer, temos inclusive um pequeno incremento em alguns desses comportamentos.

Comparando com a edição 2022, ano em que iniciamos o painel de metaverso, não tivemos grandes mudanças mas ainda assim um cenário positivo, e independente do futuro sobre que é metaverso, nos já temos um público gamer envolvido com esse tipo de consumo.

Realidade virtual

O uso dos equipamentos de realidade virtual ainda é algo um pouco distante do público brasileiro, considerando que 70,5% não possuem o aparelho.

Nesse ponto consideramos que o acesso ao recurso ainda é limitado por conta do alto custo para aquisição, além disso existe uma demanda menor na produção de jogos, o que consequentemente gera uma baixa procura dos consumidores.

Ainda assim, é importante acompanhar a evolução dos aparelhos e como eles poderão criar uma nova imersão com evolução das tecnologias e assim agregar para a experiência do consumidor.

Acessibilidade nos games

Um movimento cada vez mais importante no mercado de games são os recursos para pessoas com deficiência poderem utilizar e assim consumirem jogos. Nos últimos anos diversos jogos tem sido produzidos com essa preocupação em entregar uma boa experiência para esses consumidores, e mesmo algumas pessoas que não possuem problemas, utilizam desses recursos como as legendas e remapeamento de botões em seus controles e teclados.

Educação financeira

Atualmente os gamers brasileiros assim como outras pessoas tem um envolvimento com recursos e investimentos, considerando que temos uma parcela significativa de jogadores 18+. Esse público também investe seu dinheiro em poupança, criptomoedas e investimentos, além de utilizar cartões de crédito (81,2% possuem) para compra de jogos e acessórios.

Ainda sobre investimentos apesar de 33,2% investirem na poupança, uma parcela importante não faz investimentos. O que trás oportunidades para o setor financeiro que cada vez mais se envolve e entrega produtos e serviços para o público de games com objetivo de fomentar negócios.

Jogos play-to-earn

Os jogos play-to-earn como o nome diz, são jogos produzidos com o objetivo de ganhar dinheiro. Em resumo a maioria são produzidos e se utilizam de recursos como criptomoedas e nft. Apesar da popularidade das duas coisas, os jogos play-to-earn ainda não são tão jogados, considerando que 53,1% conhece mas não joga.

Acreditamos que esses jogos ainda precisam ganhar espaço na preferencia dos jogadores, além de também serem desenvolvidos com o objetivo central do entretenimento e a consequência seja o ganho dos recursos. E como toda nova tendencia ou tecnologia em games, precisamos dar mais tempo e analisar como o público vai se envolver com esse tipo de jogo, mas é importante considerar que jogos assim disputam a atenção com milhares de outras franquias de sucesso e já consolidadas.

Cuidados com a vida e saúde

Pela primeira vez, apresentamos insights sobre cuidados com a saúde e aqui temos oportunidades. Assim como em outros setores que buscam se posicionar para o público de games, a saúde é algo importante com uma parcela que possui planos de saúde (56,1%) e seguro de vida (37,7%).

Essa diferença de quem não possui planos médicos ou seguros de vida é onde estão algumas oportunidades, como por exemplo os cuidados que precisam ter por conta das longas jornadas de gameplay ou até mesmo produtores de conteúdo e profissionais de eSports, que exigem mais do corpo e consequentemente precisam estar atentos.

Carreiras & profissões nos games

Uma das novidades da 10ª edição da PGB foi o painel de carreiras e profissões, onde procuramos saber dos gamers brasileiros, quais são suas opiniões sobre as oportunidades em trabalhar com games e quais são as profissões e competências mais atrativas.

Temos um artigo completo analisando todos esses pontos e também um GG.Cast especial onde juntamos alguns especialistas para analisar os principais destaques desse painel. Dá uma conferida abaixo:

GG.Cast – As carreiras no mercado de games

Se você quer saber mais sobre a 10ª edição da Pesquisa Game Brasil, acesse nosso site (pesquisagamebrasil.com.br) e fique por dentro das novidades da PGB 10 Anos.

Siga nossas redes sociais:
Linkedin: gogamers.gg
Instagram: @gogamersgg
Facebook: gogamersgg

POSTS RELACIONADOS